11 dicas para controlar a ansiedade

 09/07/2021

11 dicas para controlar a ansiedade


A ansiedade pode, ao mesmo tempo, ser um sentimento naturalmente humano, um sintoma de uma doença ou um transtorno mental em si. A diferença está no papel da ansiedade na vida daquela pessoa.
 
Ou seja, vez ou outra, todos nós nos sentimos ansiosos, seja porque vai fazer algo que nunca fez antes, apresentar um trabalho, uma reunião importante… No entanto, quando a ansiedade fica forte ao ponto de prejudicar o dia a dia dessa pessoa, impossibilitando-a de realizar atividades corriqueiras e trazendo sofrimento emocional, existe algo mais sério a se observar.
 
Para que a ansiedade não evolua para um transtorno mental, é importante ficar atento aos seus sintomas e modificar a sua forma de enfrentá-la e isso acontece no dia a dia, em várias ações.

O que é a ansiedade?

Sempre que estamos tensos ou sob pressão, ela vem. Ficamos com a respiração e batimentos cardíacos acelerados, os pêlos eriçam e o estado é de alerta, como se tivéssemos de fugir a qualquer momento.
 
No entanto, hoje em dia, nossa ansiedade é desencadeada muito por fatores psicológicos, não tendo por onde escoar essa energia. É então que ficamos tensos, paralisados e não sabemos o que fazer.
 
Se isso acontece poucas vezes ou não traz sofrimento emocional constante, tudo bem, é normal e você vai conseguir encarar. Mas quando ela fica muito frequente e prejudica sua rotina. Mais do que nunca, é hora de procurar ajuda.

Dicas para controlar a ansiedade

A ansiedade, como sentimento, pode ser controlada se incorporamos alguns hábitos na nossa rotina, identificando alguns gatilhos que a desencadeiam e lidando com eles de forma a mitigar os danos do estado ansioso prolongado.
 
As dicas a seguir vão ajudar bastante nisso. Algumas delas parecem ser bem óbvias, mas costumamos não nos dar conta delas quando ansiosos.

  1. Procure organizar sua rotina diariamente

    A organização é a maior inimiga da ansiedade. Quando deixamos tudo organizado, sabendo exatamente o que temos de executar e onde procurar, tudo fica mais tranquilo. Caso contrário, você vai se sentir no meio de uma pilha de coisas para fazer que podem tomar proporções assustadoras, muito maiores do que realmente são. Procure colocar as coisas num papel ou cronograma para enxergar o tamanho real de seus afazeres.
     
  2. Invista no autoconhecimento
    Somos muito parecidos em muitas coisas, mas cada pessoa tem sua própria maneira de pensar e agir. Portanto, conhecer-se é fundamental. Não se espelhe nos outros para saber o que fazer. Olhe para si mesmo e aprenda sua própria maneira de reagir e lidar com as coisas.
     
    Assim, também é um bom método de encontrar quais são os seus gatilhos para ansiedade, aquelas situações que podem indicar um estado ansioso. Dessa forma, você vai poder contornar essas situações com mais experiência e mudar alguns hábitos em prol disso.

  3. Procure entender seus pensamentos e sentimentos
    Conversar consigo mesmo é um bom exercício. Sempre que sentir algo, procure entender o que originou aquele sentimento ou pensamento, para identificar quais as coisas relacionadas com tal estado emocional.

  4. Aprenda e controle a sua própria respiração
    A respiração é um dos pontos mais importantes quando falamos de ansiedade. O controle da respiração tem a capacidade de induzir ou acabar com uma crise de ansiedade, de tão poderosa que é. Portanto, ao sentir que está em um ritmo respiratório muito acelerado, procure reduzir a intensidade da respiração, puxando-a para o abdômen e tirando aquela pressão de ar do peito. Inspire e respire profundamente, para conectar-se consigo mesmo e não se deixar levar pelo estado ansioso.

  5. Não se exija tanto assim
    Ainda na linha das percepções sobre si mesmo, tome cuidado para não se cobrar demais. Cada um de nós possui um tempo próprio de desenvolvimento pessoal. É importante sim estarmos atentos às nossas atitudes e nos cobrarmos certas posturas de vez em quando, mas noutros momentos, é preciso relaxar, aceitar quem somos e onde estamos e entendermos que aquela situação vai passar e que você está fazendo o suficiente para isso.
     
  6. Não esqueça das atividades físicas
    Encontre a sua atividade física preferida e pratique-a para aumentar a saúde do seu corpo e o seu bem-estar. Os exercícios ajudam no controle da ansiedade, pois auxiliam na liberação da tensão acumulada, proporcionando mais relaxamento e ritmos cardíacos mais brandos na hora do repouso.

  7. Encontre um hobby ou uma atividade prazerosa
    Precisamos ter atividades que nos tragam relaxamento e interesse e uma dessas atividades pode vir através dos hobbies. Hoje, é possível encontrar e se aprofundar em uma série de hobbies através de vídeos no YouTube e grupos de discussão sobre o tema em diversos meios. Ache a sua atividade preferida e dedique-se a ela no seu tempo livre!
     
    Caso ainda não tenha encontrado a sua, separe algum momento do dia ou da semana para fazer algo que você goste muito. Esse momento de relaxamento consigo mesmo é extremamente valioso.

  8. Afaste-se, quando possível de atividades ansiogênicas
    Existem certas atividades que geram muita ansiedade na gente e podemos evitá-las ou encontrar novas maneiras de fazê-la, mitigando seus malefícios à saúde emocional. Busque prestar atenção em quais atividades contribuem para isso e evite-as ou remodele-as.

  9. Valorize os afetos e afaste-se de quem faz mal
    A nossa rede de apoio é fundamental para o controle da ansiedade e também para o tratamento de qualquer transtorno mental. Ter com quem contar, sejam amigos ou parentes, fortalecer laços e vínculos e valorizar quem está perto é muito importante.

  10. Jamais negligencie o seu sono
    São muitas as pessoas que deixam o seu sono em segundo plano, como algo não muito importante. O resultado são dias mais cansativos e ansiosos, em um ciclo que repete-se frequentemente.
     
  11. Procure um psicólogo ou um psiquiatra
    Investir na sua saúde mental é uma das formas mais belas de autocuidado. Quem procura esses profissionais, o faz com o objetivo de melhorar sua qualidade de vida e o preconceito acerca disso deve ficar no passado. Afinal, eles podem ajudar qualquer pessoa a modificar determinados comportamentos que podem aumentar seu bem-estar e melhorar suas relações interpessoais de forma bastante positiva.
     

Portanto, se você se sente ansioso demais, não hesite em começar a perceber-se e mudar seus hábitos. A primeira mudança pode ser justamente pedir ajuda.

------------------------------------------------------------
Hospital Psiquiátrico Porto Seguro
Agende uma consulta:
41 3019-1234 ou clique aqui



  Voltar