13 de Agosto - Dia do Médico Psiquiatra

 13/08/2021

13 de Agosto - Dia do Médico Psiquiatra

Por muitos anos taxado como o médico dos loucos, o trabalho do psiquiatra vai muito além desse estereótipo.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), 15,1% da população brasileira sofre com distúrbios ligados à depressão e ansiedade, dois dos mais comuns transtornos mentais. Isso sem contar as demais doenças de ordem mental e pessoas que evitam procurar ajuda ou mesmo falar sobre o problema.

Mesmo sem o glamour e o reconhecimento merecidos, esse profissional realiza um trabalho fundamental para a promoção da saúde dentro da sociedade.
 

O que faz o psiquiatra?

A palavra psiquiatria tem origem grega e significa “ a arte de curar a alma”, um nome que faz jus ao profissional que cuida das perturbações psíquicas do ser humano. A especialidade lida com as diferentes formas de sofrimento mental, como TOC, TDAH, depressão, transtornos de personalidade e demência.

O psiquiatra atua na prevenção, identificação e tratamento de doenças de ordem psíquica, que podem ser tanto de cunho orgânico quanto funcional. O profissional tem sido cada vez mais solicitado nos últimos anos, o que se deve principalmente a dois fatores: o nível de estresse em que as pessoas vivem nos grandes centros urbanos e o aumento do número de doenças diagnosticadas.


Como o profissional atua

Para ser capaz de atender às variadas manifestações de distúrbios psíquicos, o campo de atuação do profissional é bastante amplo. O psiquiatra pode trabalhar em consultórios particulares, hospitais de urgência e emergência, clínicas onde há a internação dos pacientes, centros de dependentes químicos e psiquiatria forense, entre outras opções.

O tratamento adotado também varia de caso a caso. O especialista pode orientar o uso de fármacos, psicoterapia e até mesmo a eletroconvulsoterapia, que embora ainda seja utilizada, é bastante diferente do passado. O diagnóstico é realizado, principalmente, por meio de avaliação do estado mental e história clínica.

Qual a diferença entre um psicólogo e um psiquiatra?

Se você quer entender melhor quando procurar um psiquiatra, precisa compreender bem como esse profissional atua.

O psiquiatra é um profissional graduado em medicina e com residência em psiquiatria. É responsável por diagnosticar e tratar todas as questões de ordem mental, como dependência química, depressão e ansiedade, por exemplo.

É importante ressaltar que somente com esse tipo de especialista pode prescrever medicamentos.

Já o psicólogo é um profissional com graduação em psicologia, cuja habilitação permite que ele atue em problemas de ordem psicológica ou comportamental por meio de técnicas como sessões de psicoterapia.

Para garantir um pleno atendimento de suas necessidades e melhores resultados no tratamento, o ideal é que os dois profissionais atuem em conjunto.

Mas afinal, quando procurar um psiquiatra?

Agora que você já entendeu melhor a importância de contar com o apoio de profissionais especializados para a manutenção da sua saúde mental, confira três sinais importantes de que chegou a hora de marcar sua consulta com um psiquiatra.

  • Suas mudanças de humor são frequentes

    Ficar chateado com um feedback negativo do chefe ou uma nota baixa na faculdade é perfeitamente normal. No entanto, é importante procurar um psiquiatra se você percebe que as suas reações a esses eventos são desproporcionais e você tem dificuldade para controlar a raiva ou suas emoções.

    Frustar-se com muita facilidade ou ter níveis de tolerância muito baixo aos contratempos normais do cotidiano, podem ser indicativos da presença de transtornos de humor, problema que atinge cerca de 4% da população brasileira.

  • Você está enfrentando dificuldade para dormir e alterações no apetite

    Quase todo mundo enfrenta dificuldades para dormir uma vez ou outra. No entanto, se você passa por crises de insônia frequentes, que prejudicam o desempenho das suas atividades diárias, é importante buscar ajuda de um psiquiatra.

    Alguns transtornos mentais, como síndrome do pânico e outros tipos de ansiedade, estão ligados a distúrbios no sono e precisam ser investigados para receberem o diagnóstico correto.

    Da mesma maneira, alterações importantes na relação com a comida, como episódios de compulsão alimentar ou perda de apetite, precisam ser avaliados por um médico especializado em saúde mental.

  • Você não consegue se livrar de algum vício

    Se você está enfrentando dificuldades para deixar de vez alguns hábitos pouco saudáveis que têm atrapalhado o seu dia a dia, como beber, fumar ou usar drogas, chegou a hora de procurar um psiquiatra.

    Normalmente, o abuso desses tipos de substâncias é utilizado como uma válvula de escape para outros problemas, que podem ser superados com ajuda especializada. O primeiro passo para vencer essa batalha é reconhecer a situação e buscar apoio.


Parabéns aos nossos profissionais!

13 de Agosto: Dia do Médico Psiquiatra

Tão importante quanto a saúde física é a saúde mental, que pode ser diagnosticada, tratada e prevenida pelos psiquiatras.

A todos os profissionais, o nosso reconhecimento!




  Voltar