Dia Mundial do Terapeuta Ocupacional

 19/01/2022

Dia Mundial do Terapeuta Ocupacional

Terapeuta Ocupacional: Trata pessoas com problemas cognitivos, afetivos e psicomotores.

O Dia Mundial do Terapeuta Ocupacional é celebrado em 19 de Janeiro. A data representa a regulamentação do Decreto Lei 938 de 1969, que determinou um código de ética supervisionado pelo Conselho Federal de fisioterapia e terapia ocupacional.

Esse dia tornou-se importante no calendário da terapia ocupacional para promover e celebrar a profissão internacionalmente.

Mas, você sabe o que faz o Terapeuta Ocupacional? Venha conferir!

O que é terapia ocupacional?

Segundo a definição da Organização Mundial da Saúde (OMS), terapia ocupacional é a ciência que estuda a atividade humana e a utiliza como recurso terapêutico para prevenir e tratar dificuldades físicas e/ou psicossociais que interfiram no desenvolvimento e na independência do indivíduo em relação às atividades de vida diária, trabalho e lazer.

Na prática, a terapia ocupacional ajuda as pessoas a realizar atividades cotidianas que são importantes para elas, mesmo apresentando debilidades (como a perda de estruturas ou funções físicas ou psicológicas), incapacidades ou deficiências.

Como surgiu a profissão?

O surgimento da atividade remete à antiguidade clássica, quando a sociedade da época acreditava que a ocupação, ou seja, as atividades ocupacionais como treino físico, jogos e distrações físicas e mentais agradáveis, auxiliavam no processo de cura.

Sobre a terapia ocupacional

Os terapeutas ocupacionais atuam na reabilitação de pacientes com vários tipos de disfunções, desde neurológicas até ortopédicas. Trata-se de uma especialidade que contribui para o tratamento de traumatismos cranianos, acidentes vasculares cerebrais, artrite reumatoide, esclerose múltipla, Parkinson, Alzheimer, entre outros.

Nos hospitais psiquiátricos, os terapeutas ocupacionais também atuam em instituições de apoio a dependentes químicos e centros prisionais. Na área de pediatria, o profissional desenvolve tratamentos para crianças com hiperatividade, atrasos de desenvolvimento, deficiência motora e mental, dificuldades de aprendizagem e disfunções sensoriais.

O objetivo da terapia ocupacional é habilitar ou reabilitar o indivíduo para desempenhar suas atividades habituais (serviços domésticos, autocuidado corporal, lazer, participação social e familiar).

Um profissional que combina a formação na área de saúde com a área social

Sua função é avaliar o paciente para a construção de um projeto terapêutico que deverá favorecer o desenvolvimento e/ou aprimoramento das capacidades psico-ocupacionais remanescentes e a melhoria do seu estado psicológico, social, laborativo e de lazer.

Em resumo, o terapeuta ocupacional deve criar e organizar rotinas para tornar mais acessível a participação das pessoas em “antigas” e novas atividades.

Para alcançar estes resultados, o terapeuta faz uso de atividades lúdicas, artesanais, da vida diária, oficinas de memória, culinária, beleza, jogos, levando-se em conta os aspectos anatômicos, fisiológicos, psicológicos, sociais, culturais e econômicos de cada pessoa.

Na maioria dos casos, o trabalho do terapeuta ocupacional é associado a outros profissionais da saúde, atuando em uma equipe multidisciplinar com médicos, fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogos e enfermeiros.

Meios de atuação do terapeuta ocupacional

Gerontologia
Auxilia idosos a se reintegrarem ao ambiente social.

Reintegração Social
Esse meio orienta menores infratores, carentes ou viciados em algum tipo de droga a se estabilizarem no meio social.

Meio educacional
Auxilia no desenvolvimento de crianças com deficiência ou com problemas de aprendizado e também ajuda na sua inserção no meio escolar.

Reabilitação
Promove a prevenção de doenças ocupacionais dos trabalhadores em ações diretamente nas empresas, orienta as vítimas de acidentes ou doenças de trabalho a melhor forma de reintegração ao ambiente e auxilia na integração de deficientes físicos com a rotina da empresa.

Saúde Mental/Psiquiatria
Trata de pessoas com distúrbios psíquicos para que elas possam se ajustar novamente ao mercado de trabalho e ao ambiente social.

Quando deve-se indicar a terapia ocupacional?

  • A depressão afasta a motivação necessária à participação e à realização das atividades cotidianas e as atividades que antes eram prazerosas, perdem o sentido;
  • A memória falha com o envelhecimento;
  • O estresse funcional dificulta o desempenho no trabalho;
  • A dor física ou um acidente inviabiliza os movimentos das mãos;
  • Um AVC impede a pessoa de realizar uma simples tarefa do dia a dia;
  • Uma pessoa portadora de necessidades especiais necessita ampliar a sua participação e seu desempenho no trabalho, saúde, lazer ou atividades domésticas, por exemplo;
  • Em uma internação o brincar é a única forma de estar mais perto de casa;
  • As barreiras físicas tornam as ruas, as calçadas, os prédios e os serviços inacessíveis.

Terapia ocupacional na psiquiatria

A terapia ocupacional também é muito útil como auxiliar no tratamento de diversas patologias e disfunções como AVC, Parkinson, Alzheimer e diversos tipos de demência, doenças reumáticas e artríticas, além de sequelas decorrentes de doenças crônico-degenerativas.

Jogos, oficinas de arte, horticultura e outras atividades de lazer e trabalho são algumas das técnicas utilizadas com o objetivo de promover a autonomia e inserção social dessas pessoas.

É possível verificar a importância da atuação do terapeuta ocupacional nas ações de promoção da saúde e prevenção de agravos, de melhora da independência e funcionalidade desses pacientes e o retorno aos papéis ocupacionais abandonados com o passar dos anos.

Aqui no Hospital Porto Seguro nós possuímos profissionais de Terapia Ocupacional que podem auxiliar o seu tratamento da melhor forma.  

----------------------------
Hospital Psiquiátrico Porto Seguro
Agende uma consulta:
41 3019-1234 ou clique aqui


TAGS


  Voltar