Dia Nacional de Combate às Drogas e Alcoolismo

 20/02/2022

Dia Nacional de Combate às Drogas e Alcoolismo

No dia 20 de fevereiro, registra-se a data que marca o Dia Nacional de Combate às Drogas e ao Alcoolismo. A dependência química (drogas lícitas ou ilícitas) é caracterizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma doença.

O consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas quando gera uma relação de dependência química, e quando ligado ao tráfico ilícito de drogas ou à violência, se constitui um grande mal não só para os usuários, mas para toda sociedade.

Diga não às dependências!
Diga não às drogas!


O uso de substâncias como álcool, cigarro, crack e cocaína é um problema de saúde pública de ordem internacional que preocupa nações do mundo inteiro, pois afeta valores culturais, sociais, econômicos e políticos.

- Maconha

As consequências do uso da maconha são semelhantes aos do tabaco: hipertensão, asma, bronquite, cânceres, doenças cardíacas e doenças crônicas obstrutivas aéreas. No caso de pessoas com transtornos psicóticos pré-existentes, pode ocorrer um agravamento do quadro, como a esquizofrenia, exigindo assim mudanças no tratamento da doença psiquiátrica.

- Cocaína

O consumo da cocaína em grande parte dos usuários aumenta progressivamente, sendo necessário consumir maiores quantidades da substância para atingir o efeito desejado. No Brasil, a cocaína é a substância mais utilizada pelos usuários de drogas injetáveis. Muitas dessas pessoas compartilham agulhas e seringas e expõem-se ao contágio de várias doenças como hepatite e Aids.

- Anfetaminas

Um tipo de anfetamina ilícita não encontrada em farmácias é a droga conhecida por êxtase, que provoca dependência fazendo com que o usuário tenha de consumir maiores quantidades de comprimidos para obter os mesmos efeitos. O uso indevido e prolongado pode provocar alterações psíquicas, lesões cerebrais e aumento do risco de convulsões e overdose.

O que leva uma pessoa a consumir bebidas alcoólicas?

Aqui no Brasil o álcool é uma droga muito bem aceita, por isso o uso é corriqueiro e comum, muitas vezes família e amigos apresentam e incentivam o uso do álcool. Quais são as principais consequências do álcool no organismo?

- Cirrose

A quantidade consumida de álcool por dia determina a chance de desenvolvimento de uma cirrose alcoólica. Pode causar perda de apetite, dor abdominal, perda de peso, náusea e vômitos, em casos graves insuficiência renal e hepática, confusão e danos cerebrais.

- Câncer

Favorece ao desenvolvimento de cânceres como faringe, laringe, boca, esôfago, estômago, fígado, cólon, reto, e mama, sendo que mesmo níveis mínimos de álcool podem aumentar as chances de desenvolvimento.

- Úlcera

A úlcera é uma ferida estomacal, que frequentemente dói, principalmente quando nosso suco gástrico entra em contato, sendo o seu principal sintoma a dor na boca no estômago.

- Hipertensão arterial

A pressão alta pode gerar consequências graves como insuficiência renal, acidentes vasculares, doenças cardiovasculares, derrame, doenças renais e insuficiência cardíaca.

Sintomas do Alcoolismo

Alterações no estado comportamental, redução da sensação de timidez e de introversão e emotividade mais acentuada. Dependendo do teor alcoólico ingerido, pode haver tendência à euforia exagerada e à agressividade.

Além desses, também há sinais como:

  • desejo de beber isoladamente;
  • comportamento paranoico e evidência de alucinações;
  • tendência à agressividade ou intimidação quando são confrontados;
  • tentativas de esconder dos parentes ou dos amigos o vício;
  • manutenção do vício mesmo diante dos prejuízos pelo distanciamento da família e dos amigos próximos;
  • dificuldades para controlar o vício;
  • perda gradativa de memória, tremores das mãos, insônia e redução de apetite.


Sinais de que o dependente precisa de internação

  1. Muda completamente sua rotina em função da droga
    Horários de comer, dormir, trabalhar são afetados pelo uso de substâncias químicas, ele não comparece mais a reuniões familiares e torna-se impossível vê-lo.
     
  2. Não consegue mais conversar olhando nos olhos
    A rotina em função da droga é tão profunda que ele passa a ter vergonha de seus atos. Sempre olha para baixo quando conversa, ou evita conversar.
     
  3. Passa a mentir com frequência
    A mentira é um sinal clássico da dependência química, primeiro, ele passa a mentir onde estava e com quem estava, depois, passa a usar as mentiras para justificar suas faltas ao trabalho e ausência de outros compromissos.
     
  4. Agressividade
    Devido ao uso da droga e tentando mascarar isso, ele fica irritado ao ser questionado. Também pode ficar irritado caso queiram dar conselhos. O usuário também costuma ficar agressivo quando não tem acesso à droga e passa a entrar em estado de abstinência.
     
  5. Descuidado consigo mesmo
    Quando o dependente químico passa a não ter cuidados consigo mesmo, deixando de tomar banho, comer e escovar os dentes, é sinal de que ele está na fase mais profunda do vício. Nesse momento ele não se lembra de mais nada ou de ninguém, é capaz de abandonar a si mesmo para ir atrás da droga.


Lembre-se que nós do Hospital Porto Seguro podemos te ajudar! Entre em contato e saiba mais!


------------------------------------------------------------
Hospital Psiquiátrico Porto Seguro
Agende uma consulta:
41 3019-1234 ou clique aqui



  Voltar